Topo » Loja » MINIATURA 1/43 »

R$329.90

ESCUDERIA BANDEIRANTES - GINO BIANCO / MASERATI A6GCM

ESCUDERIA BANDEIRANTES
MASERATI A6GCM # 34
GINO BIANCO - GP SILVERSTONE 19 / 06 / 1952



REVISTA COLECIONISMO BR / VOLAREBRASIL, estão resgatando a época `gloriosa´ do nosso Automobilismo,com réplicas artesanais retratando todo o histórico das competições no Automobilismo Brasileiro.
A Série Comemorativa - AUTOMOBILISMO BRASILEIRO ,é limitada com pouquíssimas miniaturas produzidas em homenagem para as Equipes, carros e Pilotos que marcaram a nossa história,e que tanto empreenderam no Automobilismo Internacional.

- Miniatura em metal e Resina PU com pó de alumínio e com partes em zamak, e plástico.
- Detalhes exclusivos produzidos em photoetchd e metal zamak, com reprodução do layout da época, com tinta original automotiva.
- Reprodução do cockpit, instrumentos e Santo Antonio em alumínio.
- Série exclusiva 1/43 limitada ( somente 9 peças produzidas ) Comemorativa> `Grandes Equipes e Campeões Brasileiros
- Embalagem de acrílico luxo com foto translúcida, e réplica com a figura do piloto.

Não é miniatura Altaya, ou IXO, ou Automodelli, ou Minichamps, ou Spark ou `Banca de Jornal ´...
Modelo exclusivo e inédito desenvolvido e produzido pela VOLAREBRASIL, com projeto HandMade 1/43 em metal e resina PU com o exclusivo processo de pó de alumínio

SÉRIE LIMITADA COM POUQUÍSSIMAS MINIATURAS PRODUZIDAS EM HOMENAGEM - AUTOMOBILISMO BRASILEIRO / GRANDES EQUIPES E PILOTOS.

IMPERDÍVEL !

REVISTA COLECIONISMO BR
A Mais Nova Tradição No Colecionismo Brasileiro
https://www.facebook.com/revistacolecionismobr


Houve uma época em que equipes de F1 eram pequenas sociedades em que a previsão de lucro era zero. Os private entrants – “inscrições independentes”, traduzido de acordo com o senso etimológico da expressão, nem tanto ao pé da letra – eram comuns nos GPs dos anos 50 e 60 e ocupavam, à exceção de uma ou outra operação, o fundo do grid.

Era uma época em que as quebras eram comuns e o número de times inscritos variava de evento para evento, o que tornava possível largar em 22º e repentinamente se ver às margens da zona da pontuação, mesmo com um carro desatualizado ou, enfim, um piloto que não fosse profissional.

De qualquer forma, esses times se mantinham no borderline da competição o tempo inteiro. O orçamento era mínimo e havia casos de uma equipe desistir de disputar uma corrida porque precisava amealhar grana para correr em outra onde o prêmio financeiro era mais robusto.

Pontos em GP, na época, de facto eram sinônimo de `vil metal no caixa´ – diferente de hoje em que os valores são definidos de acordo com o desempenho no Mundial de Construtores.

É neste contexto que surge a Escuderia Bandeirantes, o primeiro time com inscrição brasileira que disputou o Mundial de F1. Quer dizer: é possível presumir que o time era do Brasil pelas pessoas envolvidas, mas não há muitos dados claros sobre quem comandava ou financiava a operação. Seu principal nome esportivo, Chico Landi,( falecido em 1989 ) , assim como o resto da trupe – Bianco, Cantoni –, o que contribui um pouco para promover o enigma em torno da Bandeirantes.

De qualquer forma, vamos fazer um esforço: algumas fontes dizem que o sócio majoritário era o uruguaio Eitel Cantoni; outras, o paulistano Landi (que, diferente de muitos pilotos brasileiros hoje, não tinha origem na classe média alta ou na classe rica). Também existem rumores de que o time era financiado pelo governo de Getúlio Vargas, um fato parcialmente corroborado por Landi – no passado, ele confirmou ter obtido passagens aé
reas com apoio estatal –, mas no fim, o que se sabe é que a operação era chefiada por ele em conjunção com Cantoni, o argentino Alberto Crespo e o ítalo-brasileiro Gino Bianco.
Tudo começou no fim de 51. O quarteto adquiriu três Maserati A6GCM para disputar a temporada seguinte da F1...


Pesquisa Texto - Lucas Berredo
( Recomendamos a leitura do texto completo/original no excelente Site/Blog Projeto Motor )

Revisões
Fabricantes
Pesquisa Rápida
 
Use palavras-chave para encontrar o produto que você procura.
Pesquisa avançada
Informações da Marca
outros produtos
produtos compartilhados
Compartilhe via E-Mail
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter
Idiomas
pt-br English
Somos associados e credenciados - SUTACO _ Subsecretaria do Trabalho Artesanal nas Comunidades SP,sendo legitimado no Artesanato Paulista e reconhecida no território Brasileiro e até no exterior. O nosso trabalho é todo ele artesanal. É produzido exclusivamente por Artesões Modelistas no Brasil, e sempre com série exclusiva e principalmente limitada com pouquíssimas unidades produzidas. O propósito do nosso trabalho é tão só reverenciar e homenagear os grandes Pilotos, Equipes, Colaboradores, Colecionadores, Pesquisadores, Entusiastas... que tanto empreenderam no nosso Automobilismo Brasileiro. O site Volarebrasil, é registrado com nome fantasia,sendo os Artesões intendentes pela produção totalmente artesanal diminuta.


VOLAREBRASIL - RÉPLICAS EM ESCALA 1/400 AERONAVES CLÁSSICAS BRASILEIRAS E MINIATURAS 1/43 DO AUTOMOBILISMO BRASILEIRO.
REVISTA COLECIONISMO BR`` A Mais Nova Tradição No Colecionismo Brasileiro´´.
www.volarebrasil.net.br
www.facebook.com/revistacolecionismobr
volarebrasil@volarebrasil.net.br
.
ATENÇÃO! Ao receber solicitações com o nome/email da VOLAREBRASIL e REVISTA COLECIONISMO BR, com pedidos de pagamento on-line,
solicitações para baixar arquivos, solicitações para links redirecionados...
Informamos que NÃO enviamos e-mails com estas solicitações. São falsas comunicações.